8 de mar de 2015

Circulando 3 - Em sintonia com Silvia

Foi uma explosão, sinto assim.  Tanto contraste, tanta cor, des-cor, data, gente, abandono, calor. Tanto sabor, tanto açaí, tanto cheiro, tanta flor, tanta religião. Tanto olhar, mão... Tanto coração.

De Fafá, de Cacá, de Tainah. De Roberta, Laura, Renata, Silvia, Paula... Joaquim e o Adriel da Fran. 

Da arte respirada ali - paredes rosas e históricas, assim como Inocência. O lá e cá (entre teatro e a escola) tipo escalenas.


Do choro na garganta por esse lugar. De tanto palco, tanto carimbó, de tanta saia. De laje encantada pra fechar.

De amor. 
Com amor. 
Por amor, Belém do Pará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário